N SemanárioPolíticaUnião de Freguesias de Apúlia e Fão vai novamente...

União de Freguesias de Apúlia e Fão vai novamente a votos

-

- Publicidade -

Lista do PSD liderada por Valdemar Faria anunciou a sua demissão em bloco, provocando assim novas eleições por forma a “devolver a palavra aos Apulienses e aos Fangueiros”.

Não obstante haver ainda mais uma freguesia e uma união de freguesias sem executivo aprovado, a União de freguesias de Apúlia e Fão é de longe aquela que mais «barulho» tem dado.

Valdemar Faria não aceita que a oposição não lhe permita governar com um executivo integralmente constituído por elementos da sua lista e a oposição afirma que por força dos votos, é legítimo um executivo tripartido. Segundo Valdemar Faria, para haver acordo, “a oposição exige que pertençam ao executivo Manuel Melo, Ânia Peixoto e Madalena Fontes”, achando por isso o PSD, um absurdo que “num executivo de cinco elementos, quem ganhou ficar em minoria com apenas dois elementos”.

Além da disputa em torno do executivo, afirma ainda Valdemar Faria que até ao final do ano será necessário liquidar “aproximadamente 90.000,00€ de dívidas contraídas pelo anterior executivo” (sobre este facto, o socialista Luís Peixoto, ex-Presidente de Junta da UF de Apúlia e Fão, agendou duas sessões públicas de esclarecimento para o próximo fim de semana – toda a reportagem na próxima edição deste semanário).

Por tudo isto, Valdemar, em comunicado publicado nas redes sociais, diz não ver “outra possibilidade que não seja devolver a palavra aos Apulienses e Fangueiros para que, de uma vez por todas, fique clara qual a equipa que deverá gerir o destino das duas vilas (…) Para isso, promoveremos uma demissão em bloco da nossa lista (…) para que sejam encetados todos os procedimentos tendentes a um novo ato eleitoral”.

Enquanto isto, o PS afirma que “a postura de Valdemar não é digna do cargo que ocupa, proferindo comentários desagradáveis e desajustados à situação” acusando ainda Valdemar Faria de que “por um capricho pessoal não vai formar executivo e prefere demitir-se a assumir o cargo para que foi eleito”. Questionam depois se “foi nesta pessoa que 1800 eleitores confiaram o seu voto? Uma pessoa que prefere ‘abandonar o barco’ perante um pequeno contratempo”.

Por sua vez, a Lista Independente por Apúlia e Fão, liderada por Manuel Melo, apesar de há hora do fecho desta edição ainda não ter reagido a esta demissão, afirma que Valdemar faria “está sozinho porque quer” e que “só não tem executivo porque não quer”.

Pensado em siN Noticias
Recomendado

Últimas Noticías

Grupo de Cidadãos de Marinhas entrega dossier com 250 assinaturas na Junta de Freguesia

O Grupo de Cidadãos de Marinhas que tinha em curso um processo de recolha de assinaturas para a desagregação...

Esposende de luto pela morte da fadista Filipa Menina

Faleceu hoje, aos 33 anos, a fadista Filipa Menina, vítima de doença prolongada. Em 2017 foi-lhe diagnosticado Paramiloidose, doença que...

Bárbara Tinoco atua em Esposende a 11 de agosto

A cantora e compositora Bárbara Tinoco anunciou esta semana a sua digressão, até setembro, em que passará, a 11...
- Publicidade Institucional -spot_img

Desporto

Boavista vence Gil Vicente e garante manutenção na I Liga

O Boavista venceu ontem quarta-feira por 2-1 na visita...

Portugal revalidou o título de campeão europeu de Futebol de Praia

Este domingo, a  seleção portuguesa de futebol de praia bateu...
- Publicidade -spot_imgspot_img