Sexta-feira
Agosto, 12

Câmara Municipal de Esposende apoia Sporting de Braga com 18.450,00€

Apoio é dado sob a forma de patrocínio à Federação Portuguesa de Futebol, contribuindo “para o melhoramento das infraestruturas do clube da sua área de jurisdição participante na Liga 3 na época 2021/2022”

A Câmara Municipal de Esposende e a Federação Portuguesa de Futebol, assinaram um protocolo que na sua clausula 1º afirma ter por “objeto estabelecer os termos e condições gerais em que a FPF se compromete a atribuir visibilidade à autarquia na competição e no Canal 11, em virtude da participação do Sporting Clube de Braga B na Liga 3”. Um protocolo que custará à autarquia 15.000,00€ + iva.

Sobre este assunto, Luís Peixoto, vereador eleito pelo Partido Socialista, votou contra em reunião de câmara, afirmando que “consumir 18.450€ em publicidade quando há uma serie de compromissos financeiros, por parte do Município, a concretizar para com clubes e associações do concelho, quando temos infraestruturas desportivas a necessitar de reparações, quando temos equipas de formação das mais diversas modalidades sem condições para treino, não se trata de melhor forma de gerir desportiva e financeiramente o município”.

Também sobre o tema, o CDS afirma querer saber “o porquê da Câmara Municipal de Esposende patrocinar a ‘Liga 3’ de Futebol, quando não tem nenhum Clube do Concelho nesse escalão”. Dizem ainda os centristas que em Esposende, “começa a ser vulgar surgirem uns casos pouco claros, pelo menos pouco explicados, na esperança ou na tentativa de que ninguém se arrisque desafiar ou questionar onde é aplicado o dinheiro dos Munícipes”.

Afirma ainda o CDS que “os clubes do concelho precisam muito mais desse dinheiro para pagar inscrições, deslocações e outros serviços da sua atividade, mais ainda quando existem neste concelho Clubes e Associações que andam há vários anos com contantes pedidos de apoio, numa espécie de caminho mendicante ao executivo camarário, à espera de uma «esmola», unicamente no desempenho das suas atividades desportivas, recreativas e culturais, que envolvem pessoas deste concelho e de uma forma quase camuflada, desavergonhada, se entrega cerca de 20 mil euros na Federação Portuguesa de Futebol, uma Instituição que tem tido lucros extraordinários, onde os seus colaboradores receberem salários principescos e paga fortunas de prémios aos seus gestores e dirigentes”.

Também o movimento Juntos pela Nossa Terra, considerou o protocolo “uma autêntica vergonha” porque “o concelho de Esposende não tem nenhum clube a participar na Liga 3”, porque “os clubes do concelho ainda não conhecem os moldes e apoios dos contratos programa para a época desportiva que teve início em julho último”, porque “os clubes do concelho precisam de mais apoio do que a FPF que paga prémios de milhões aos atletas profissionais nas seleções e apresenta lucros de muito milhões” e porque “as instalações do ex. Centro Desportivo do CF Fão são privadas”.

Acusa ainda o JPNT que “se o senhor presidente da Câmara tem algum compromisso com o senhor presidente do SC Braga que o pague, mas não com o dinheiro dos impostos da população do concelho”, afirmando estarmos “perante um ato de gestão e utilização de dinheiros públicos que consideramos imoral e até ilegal”.

More from the blog

Suplemento júnior “Especial São João”

Neste dia de São João, disponibilizámos para todas as crianças um suplemento especial de São João. Aqui pode efetuar o download e imprimir em qualquer...

Escola Básica António Rodrigues Sampaio em Marinhas, vai homenagear o Selecionador Nacional de Futsal, Jorge Braz

A culminar uma semana em que o Futsal foi o "prato forte" na Escola Básica António Rodrigues Sampaio, com a realização de torneio, exposição...

Exposição de carros de rali e carros clássicos, 20 e 21 de maio

A ACIB organiza uma exposição de carros no centro da cidade com a presença do Campeão Porsche GT3 CUP, Jorge Areia, e de dezenas...

Grupo de Cidadãos de Marinhas entrega dossier com 250 assinaturas na Junta de Freguesia

O Grupo de Cidadãos de Marinhas que tinha em curso um processo de recolha de assinaturas para a desagregação das freguesias de Esposende, Marinhas...