Os festeiros e Guilhermina Guimarães, atual autarca da UF de Negreiros e Chavão, decidiram lançar o desafio de todas as mulheres, solteiras e casadas ou viúvas, a irem trajadas à missa, mantendo viva a tradição.

«Uma forma diferente de marcar este ano esta tradição. Muitas mulheres têm os trajes nas suas casas, pois o cortejo é para as solteiras. Assim, desta forma e tendo em conta as contingências da pandemia, lançamos há uma semana esse desafio nas redes sociais», disse Guilhermina Guimarães, também ela vestida a rigor.

No final houve uma entrega de vasos a todas, que, à vez, foram ao cemitério depositar o vaso nas campas dos seus entes queridos.

Os festeiros, esses, vão continuar e em 2021 prometeu festa de arromba. «Se a pandemia deixar», diz Joaquim Furtado, da comissão da festa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here