Sandra Gonçalves – Advogada

A Portaria n.º 106/2020 de 02.05 estabelece para o transporte aéreo um limite máximo de passageiros, bem como as exceções a esse limite e respetivos requisitos, por forma a garantir a distância conveniente entre os passageiros e a garantir a sua segurança, quer nos voos regulares, quer nos voos excecionados à regra geral sobre lotação

  • QUAL O LIMITE MÁXIMO DE PASSAGEIROS NOS AVIÕES?

 A lotação de passageiros admitida por aeronave é reduzida para dois terços da lotação normalmente prevista.

  • EXISTEM EXCEPÇÕES A ESTE LIMITE?

 Sim, excetuam-se:

a) Voos especificamente destinados a repatriar cidadãos, seja no âmbito do mecanismo europeu de proteção civil, sejam voos não regulares contratados pelo Estado português ou por outros Estados;

 b) Voos comerciais de transportadoras aéreas, nacionais ou estrangeiras, na medida em que sejam aproveitados para efetuar ações de repatriamento ou que sirvam justificadamente esse propósito;

 c) Voos de aeronaves com lotação máxima disponível de 19 lugares, em operações de transporte aéreo comercial não regular e em cumprimento da legislação aplicável, nomeadamente do Decreto-Lei n.º 274/77, de 4 de julho (na redação atual);

 d) Voos comerciais não regulares contratados por empresas, para transportar trabalhadores ao seu serviço, com contrato de trabalho ou de prestação de serviços a prestar em país estrangeiro, com quem Portugal mantenha os voos abertos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here